27/09/09

Bertold Brecht


Porque hoje é dia de escolhermos o futuro, individual e colectivo (colectivo sobretudo!) invoco Bertold Brecht, cujo discurso poético de intervenção social e política perdura até hoje. Mais um flagrante da consciencialização, intervenção e afirmação política pela arte, que impulsionou e fundamentou muitas das minhas opções ao longo da vida. E é de um brilhantismo incontestável!
Alguns extractos dos seus textos e poemas:

1) Nada é impossível de mudar

Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar.

2)Não há pior analfabeto que o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala,
nem participa dos acontecimentos políticos.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha de o ser e,
de peito feito, diz que detesta a política.
Não sabe, o imbecil, que da sua ignorância política
é que nasce a prostituta, o menor abandonado,
e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, desonesto,
o corrupto e lacaio dos exploradores do povo.

3)Perguntas de um Operário Letrado

Quem construiu Tebas, a das sete portas?
Nos livros vem o nome dos reis,
Mas foram os reis que transportaram as pedras?
Babilónia, tantas vezes destruída,
Quem outras tantas a reconstruiu?
Em que casas da Lima Dourada moravam seus obreiros?
No dia em que ficou pronta a Muralha da China para onde foram os seus pedreiros?
A grande Roma está cheia de arcos de triunfo. Quem os ergueu?
Sobre quem triunfaram os Césares?
(...)
Bertold Brecht

4 comentários:

amigona avó e a neta princesa disse...

Excelente escolha!
Amanhã - a luta continua!

smvasconcelos disse...

Sim, e hoje é já esse dia!:))

Fernando Samuel disse...

Brecht é tão actual que até parece que... escreveu hoje.

Um beijo.

smvasconcelos disse...

É isso!É incrivelmente actual!:)
beijos,