12/09/09

Aos Amigos

Este é um daqueles poemas que não se esquece e se finca no âmago de quem (ainda) professa este valor, o da Amizade.

AMIGO

Mal nos conhecemos
inaugurámos a palavra «amigo».

«Amigo» é um sorriso de boca em boca,
um olhar bem limpo,uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
um coração pronto a pulsar na nossa mão!

«Amigo» (recordam-se, vocês aí,escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!

«Amigo» é o erro corrigido,
não o erro perseguido, explorado,
é a verdade partilhada, praticada.

«Amigo» é a solidão derrotada!
«Amigo» é uma grande tarefa,
um trabalho sem fim,
um espaço útil,
um tempo fértil,

«Amigo» vai ser,
é já uma grande festa!

Alexandre O'Neill

6 comentários:

Armando Sena disse...

Leio o perfil da autora e vejo-a pelos filmes, pelos livros e pela musica.
E desfiando o blog caminha-se a seu lado.

smvasconcelos disse...

Obrigada meu amigo:)

Rui disse...

Amiga,
O teu blog é uma fonte de àgua corrente onde podemos bebericar. Ir lá, é assim como matar a sede com uma gota nos lábios secos... temos que o fazer amiúde.

smvasconcelos disse...

Rui:
E és sempre bem-vindo:)
Obrigada, bjs

godgil disse...

Muito bem, Sílvia. É sempre bom lembrar estas coisas.

Fernando Samuel disse...

Um belíssimo poema sobre a Amizade.
Obrigado.

Um beijo.