05/04/10

Amigos

Conheci-os há poucos anos e entre nós despontou uma amizade singular. Comecei por conhecer o Sr. Francisco, à esquerda, um homem com uma índole sem igual, que os seus quase 80 anos testemunham. Juntou-nos a serra, como ele vinca. Na verdade eu procurava fazer caminhadas pelos montes e vales sob a orientação de quem conhecia, a fundo, os seus contornos e perigos. O Sr. Francisco tem 35 anos de caminhadas pelas serras, não só da Madeira e Porto Santo, mas também do Continente. É um conhecedor profundo de cada metro de chão que "palmeia" connosco, delimita fronteiras, com rigor, entre os sítios e freguesias e ostenta, com uma vaidade pueril, todos os nomes que, toponimicamente, baptizaram esses lugares. É assumidamente um apaixonado pela serra, e nem o coração que teima em atormentá-lo há uns meses, o tem impedido de reincidir, todas as semanas, nas caminhadas, que nos arrastam pelos montes, tomados pelo verde intenso da ilha que resplandece sob a luz que atravessa o céu, deserto de nuvens.
O sr. Francisco é, além do mais, um genuíno acolhedor de animais. Nas suas incursões pelas levadas cativou um cão, um gato... e sempre que repete o percurso leva-lhes pão com manteiga, envolto, cuidadosamente, num guardanapo. Em casa, sofre com os sobressaltos que o pombo "Vitinho" lhe dá, quando, parasitado, deixa de voar ou de comer ou quando se esgueira de casa para ir acasalar... vaticina-lhe a morte e sofre por antecipação. Emocionou-se quando mediquei o pombo e com isso, uma mera desparasitação e aporte vitamínico, o arrebitei para que este voltasse a pousar-lhe no ombro enquanto trauteava uns acordes na guitarra. O "Vitinho" não está cativo numa gaiola, mas deixou-se ficar no terreiro do Sr. Francisco, enternecendo-o com os voos em seu redor , bicadas ternurentas no seu rosto e o descanso que o faz ficar tanto tempo ao seu ombro, como a velá-lo.
Outros pássaros vêem lá comer, ao quintal do Sr. Francisco. Ele reserva-lhes sempre um prato com alpista e migalhas de pão e nem as uvas penicadas, em cada ano, o zangam o suficiente para desistir de os cuidar.

Pelo Sr. Francisco conheci o Sr. João, à direita, com 87 anos. Este, é uma personificação da vida. Impressiona-nos com a sua vitalidade, a sua agilidade física e mental. O Sr. João "dá carreiras", que é o mesmo que dizer ainda corre! Também ele palmilha a serra há 45 anos, e é enternecedor vê-lo a discutir com o Sr. Francisco, quase como se se tratasse de uma competição juvenil, a demarcação e nominação dos lugares. Depois, invariavelmente, após um cognominar o outro de "teimoso" culmina sempre, por parte do outro, no seguinte remate: "Já viu um teimoso teimar sozinho?!". E riem-se, dissipando o calor da discussão.
O Sr. João é um autodidacta insaciável, e pela leitura, afirmou-me, encontrou respostas para muitas das suas dúvidas e inquietações. Gosta de partilhar o que lê. De partilhar as suas memórias, e tem tantas! Desde o primeiro voo sobre o Atlântico, o primeiro submarino que aportou na ilha, o comboio que um dia ligou o Monte ao Funchal, no qual o seu pai era maquinista, o primeiro telefone que houve no Funchal...e estórias, tantas estórias suas.
Há um mês, no temporal, perdeu uma parte de sua casa, onde vive só, quase eremitizado. Quando o fomos buscar, há dois dias, a casa estava recuperada. O Sr. João reconstruiu-a sozinho, tecto, paredes, chão.... sozinho! Provavelmente com o incentivo do seu grande amigo, como ele o afirma, o "Pépe", o cão rafeiro que ele abriga.

O Sr. Zeca é da cidade. Tem 70 anos, acolhe bem a tecnologia, internet incluída, e acompanha os amigos pela serra há um rol de anos.
Nestas mini-férias acompanhei-os durante um dia. Com eles reencontro sempre a boa disposição, a alegria que acompanha "as coisas simples". No fim de cada caminhada, é inevitável: segue-se o repasto regado a bom vinho. E as emoções soltam-se, desprendendo-se em frases simples, que me comovem: "Oiça...tenho muita amizade por si!".

Eu também, meus amigos! Eu também!
Por cada um de vocês!
Bem-hajam!
Até breve.

2 comentários:

Fernando Samuel disse...

Belíssimo texto que nos fala de pessoas belíssimas.


Um beijo.

smvasconcelos disse...

Fernando samuel: são mesmo!:) Um beijo