25/02/10

ILHA



"... a nossa ilha da Madeira não merecia flores
para alegria dos cemitérios. Nenhuma ilha merece sangrar
assim- o corpo de um povo que planta flores"

in Mar Arável

Este excerto de post, em tom de poema, tocou-me especialmente. Está aqui, num dos mais bonitos blogues que conheço:
http://mararavel.blogspot.com/

2 comentários:

Fernando Samuel disse...

Bonito!

Um beijo.

smvasconcelos disse...

Fernando Samuel: é uma metáfora tão real: a ilha a sangrar... beijo