24/06/10

Amizade (mais que) improvável...

... e Impala sortudo...:))
Estas imagens são inacreditáveis. Lindas! Não hesitei em partilhá-las!




5 comentários:

Armando Sena disse...

É por isso que mesmo um dissidente como eu se sente bem neste blogue.

César Ramos disse...

Mas que situação cativante! Sem dúvida que os milagres estão na natureza com estes 'improváveis'!

Obrigado pela partilha.

Na fábula o lobo e o cordeiro, o 'patife' ficaria envergonhado se visse esta cena!

E as festinhas? e as carícias? Até sinto arrepios doces na garganta de tanta amistosidade(...)

O "Puma" que é da família, vai ficar todo vaidoso com esta fraternidade toda...!

Lindo mesmo!

Abraço
César

Fernando Samuel disse...

Às vezes o improvável... acontece - e quando assim é... é belo, belíssimo.

Um beijo.

smvasconcelos disse...

Armando: lol, Ai de ti que não te sentisses bem aqui! :)) beijos,

Carlos César: bem visto, estas imagens envergonham muitos lobos e patifes que pululam por aí. :)) bjs,

Fernando Samuel: de facto é belo, tudo! Os bichos, as imagens e sobretudo a cumplicidade (estranha, certo...) que ali despontou!Um beijo!

César Ramos disse...

Boas!

Para completar a minha lista de pseudónimos involuntários, faltava-me o 'Carlos'!

Num Café sou 'Garcia', persistentemente o 'Fernando' num Restaurante, perto de onde moro, num balcão almoçareiro de "tasquinha" na R. de Santa Marta o 'Xavier'e,... 'hélas', o 'Cavaco', na "Floresta do Salitre" na rua com o mesmo nome.
Aqui..., já lhes disse que os "processarei" se continuarem a trocar-me o nome!

Acho piada as pessoas baralharem-me o nome, porque "sou" 'Xavier' lá onde disse por troca com outro cliente a quem chamam César, todos os dias, e com o máximo "descaramento"... ele aceita satisfeito a 'alcunha'!!

Rio que me farto....!

Até parece que vivo na clandestinidade (...)

Abraço e beijinho à gatinha

César Ramos
(ex-carlos césar)